Pesquisar

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Liga Europa - Frankfurt 3 - Porto 3 - Quaresma jogou os 90 minutos

O FC Porto garantiu a passagem aos oitavos-de-final da UEFA Europa League, mercê de um empate 3-3 no terreno do Eintracht Frankfurt, valendo os golos apontados fora, após o 2-2 da primeira mão.
O Eintracht esteve a vencer por 2-0, com golos de Stefan Aigner e Alexander Meier, mas Eliaquim Mangala bisou de cabeça para o FC Porto e igualou a eliminatória. Meier recolocou os alemães em vantagem, mas um golo de Nabil Ghilas ao cair do pano deu o apuramento aos campeões portugueses.
Os anfitriões controlaram os primeiros minutos, mas os portistas rapidamente equilibraram o encontro, com Jackson Martínez a falhar por duas vezes a recepção quando estava em boa posição para marcar. Ricardo Quaresma marcou um livre aos 26 minutos e Eliaquim Mangala cabeceou com perigo para a baliza alemã e a equipa de Armin Veh respondeu imediatamente, mas Johannes Flum rematou muito por alto. Numa fase de parada e resposta, Danilo cruzou para a área do Eintracht, com Hector Herrera a surgir a cabecear à queima-roupa, mas com má direcção.
A equipa da casa ganhou vantagem a oito minutos do intervalo. Sebastian Jung cruzou largo da direita, Alexander Meier amorteceu de cabeça para o coração da área e Stefan Aigner bateu Helton com um toque subtil. A dois minutos do intervalo, Danilo testou a atenção de Kevin Trapp com um remate em arco, enquanto, do outro lado, Helton teve de aplicar-se a fundo para desviar um forte disparo de Tranquillo Barnetta.
No início do segundo tempo, as duas equipas trocaram oportunidades, com o espanhol Joselu a ameaçar Helton e Jackson a rematar ao lado da baliza de Trapp. O Eintracht foi sempre mais eficaz e, aos 52 minutos, chegou com naturalidade ao 2-0. Barnetta recuperou a bola, depois de Jackson ter interceptado um livre, e cruzou para a área, onde surgiu Meier sem marcação a empurrar para a baliza. A resposta do Porto demorou apenas seis minutos. Quaresma trabalhou bem na direita e cruzou para Mangala, que cabeceou fora do alcance de Trapp e reacendeu o interesse na eliminatória.
A emoção cresceu e aos 60 minutos os alemães estiveram por várias vezes perto do terceiro golo numa jogada muito confusa, mas a defesa do Porto conseguiu afastar o perigo. No minuto seguinte, Maicon rematou fortíssimo de fora da área, mas Trapp defendeu com uma grande estirada. A equipa de Paulo Fonseca tinha assumido o comando das operações e chegou ao empate aos 71 minutos, na marcação de um livre. Quaresma colocou a bola em Fernando, que cruzou da direita para mais um cabeceamento imparável de Mangala.
Na entrada para o último quarto-de-hora, o Eintracht voltou a ganhar vantagem, na sequência de um cruzamento da esquerda. Joselu desviou ao primeiro poste e permitiu a Meier bisar com um remate forte. O Porto garantiu a passagem aos oitavos-de-final depois do trabalho de dois jogadores que Paulo Fonseca lançou do banco. Licá rematou forte para uma defesa incompleta de Trapp, com Ghilas a marcar o golo que valeu o apuramento devido aos golos marcados fora.

Sem comentários: