Pesquisar

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Quaresma dá entrevista ao Jornal a Bola



Em entrevista à edição desta sexta-feira d´A BOLA, Ricardo Quaresma abriu o coração na ressaca do frenético jogo com o Benfica, em Istambul, cujo resultado final (3-3) mantém as duas equipas na corrida por um lugar nos oitavos de final da Liga dos Campeões.

Hoje é um jogador mais completo e mais de equipa. Concorda e sente isso?

- Sinto isso sim. Vais aprendendo com a vida, com o tempo. Por vezes digo, na brincadeira, que se aparecesse agora no futebol se calhar valia € 100 milhões. Qualquer um agora custa €60 ou 70 milhões… Mas sim, sinto-me bem, confiante, nunca imaginei que me sentisse tão bem, com esta idade. Graças a Deus também nunca fui de ter muitas lesões e isso ajuda muito para que tenha chegado a este momento. As coisas, depois, vão saindo, aparecendo naturalmente.

Sente-se que é um jogador muito acarinhado pelos adeptos do Besiktas. Como é viver e jogar na Turquia?

- Na verdade, sinto-me muito em casa. Aqui tratam-me com muito carinho, tratam-me como um deus. Sinceramente, não sinto a falta de nada, a não ser de ouvir falar o português, porque de resto não me falta nada. Sinto-me mesmo como se estivesse na minha casa.
Quaresma ainda sente a adrenalina do jogo de quarta-feira com o Benfica. A equipa do internacional português esteve a perder 0-3 e conseguiu empatar 3-3, mantendo bem vivo o sonho do Besiktas passar pela primeira vez uma fase de grupos da Liga dos Campeões.

«O Benfica não me surpreendeu, vê-se que é uma equipa bem trabalhada, que tem um treinador, Rui Vitória, que já provou que percebe muito de futebol. Não estava era nada à espera que a minha equipa entrasse tão por baixo. Jogando em casa, e para ganhar, tínhamos de ter entrado como na segunda parte», afirmou o internacional português, em entrevista que pode ler na edição desta sexta-feira de A BOLA.

«O Benfica fez o seu trabalho, e muito bem. Esteve a ganhar por três mas poderia ter chegado aos quatro ou cinco, porque teve oportunidades de golo suficientes para isso. Mas como também, na segunda parte, mais uns minutos e poderiam ter perdido o jogo. Foi um bom jogo e o resultado foi justo», analisou.

Sem comentários: